Governo de Rondônia contrata Correios para entregar medicamentos de uso contínuo em Porto Velho

Governo de Rondônia contrata Correios para entregar medicamentos de uso contínuo em Porto Velho

Geral

Humbelina da Penha gasta regularmente mais de quatro horas entre o transporte e as filas para retirar medicação para hepatite B para a aposentada Maria de Souza Luz, sua amiga. Com o programa Remédio aqui em Casa, lançado pelo governo de Rondônia, nesta segunda-feira (23), no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, a peregrinação não tem mais sentido. Maria vai receber todos os comprimidos de que precisa em sua residência, no bairro Cohab.

Os medicamentos serão entregues pelos Correios, com quem a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) firmou contrato. O programa só entrega medicamentos alto custo e de uso continuado para doentes inscritos no Sistema Único de Saúde (SUS).

O contrato firmado com os Correios envolve, além da entrega, a garantia de que os medicamentos serão armazenados, transportados e entregues conforme protocolos clínicos que tratam destes serviços.

O programa, segundo o governador Confúcio Moura, humaniza o atendimento aos pacientes. É tudo o que Maria de Souza Luz precisa. Ela foi a primeira a receber o kit de medicamentos das mãos de carteiros, ainda no Palácio Rio Madeira, e comemorou o benefício. A amiga Humbelina também gostou das novidades.

EXPERIÊNCIA

A parceria com os Correios é uma experiência que começa na capital. “Os resultados vão indicar se a entrega pode ser feita da mesma forma no interior”, disse Confúcio Moura.

O processo pode ser aperfeiçoado com a ajuda dos prefeitos. O governador sugere que eles se encarreguem de facilitar a entrega dos medicamentos para hipertensão, diabetes e reumatismo, que são mais baratos. Segundo Confúcio, atendendo estes doentes, as prefeituras estarão contribuindo para reduzir mais gastos com o agravamento das doenças.

O governador elogiou a equipe da Secretaria de Estado da Saúde. “São todos bem preparados e prontos para superar desafios”, afirmou emendando com um questionamento: “vocês lembram como recebemos a saúde no início do governo, não é?”

A resposta é uma avaliação dos avanços conquistados nesta área e que incluem o melhorias no Hospital João Paulo II. “O espaço é pequeno, as instalações dos banheiros são antigas, mas ali os profissionais produzem resultados de alto nível”, afirmou.

BANCADA

Para melhorar a área de saúde, acrescentou Confúcio, tem sido fundamental a atuação da bancada federal, que estava representada na cerimônia pelo senador Valdir Raupp e pela deputada federal Marinha Raupp. “A saúde deve muito a eles”, acentuou.

O secretário estadual da saúde, Williames Pimentel, destaca o programa Remédio aqui em Casa como uma resposta à necessidades da população. Tudo se deve, conforme ele, à política desenvolvia pelo governador Confúcio. Para corroborar o argumento, Pimentel cita investimentos feitos como a aquisição de 12 máquinas para hemodiálise que foram adquiridas e serão entregues no município de Ariquemes.

“Os pacientes chegavam a fazer 1.200 horas de viagem por semana para fazer o procedimento em Porto Velho”,  afirmou Pimentel.

Os Correios colocam no programa toda a experiência utilizada em contratos em andamento em outros estados do país. “Faremos este serviço com muito orgulho e muito amor”, garantiu o superintendente da empresa José Carlos Mosquera.

Leia Também

Envie seu Comentário

© Impacto Rondônia 2017 - Todos os Direitos Reservados.

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos boletins diariamente.

Back to Top